06/12/2012

Lavar os cabelos corretamente é um dos segredos para ter fios saudáveis e bonitos

Você lava seus cabelos corretamente? Veja as dicas do especialista e compare com seus hábitos



O prosaico hábito de lavar corretamente os cabelos é mais do que um ato de higiene. Utilizar xampu e condicionador adequados ao tipo de fio e tomar alguns cuidados simples como não aplicar condicionador no couro cabeludo e alternar diferentes marcas de xampu pode significar sim a garantia de fios saudáveis, fortes e bonitos. Isso não é balela, não. Quem afirma é o médico dermatologista e tricologista Adriano Almeida, Diretor da Sociedade Brasileira do Cabelo e professor da Fundação Pele Saudável, que há dez anos se dedica a tratar do cabelo e do couro cabeludo. A seguir, ele destaca alguns aspectos que fazem a diferença – entre um cabelo bem tratado e outro nem tanto – quando o assunto é a forma de lavar e cuidar dos fios no banho.

UOL: Os tipos de cabelo da brasileira são os mais variados: cacheado, liso, ondulado, seco, oleoso, normal, tingido etc. Sendo assim, o que se deve priorizar ao escolher um xampu? Por exemplo, quem tem fios com coloração deve optar por produtos que retém a cor ou que sejam adequados para a textura do fio?
Adriano Almeida, tricologista: Os xampus devem ser escolhidos de acordo com a principal necessidade do cabelo. Uma mulher com cabelo tingido, porém oleoso (o que é raro, já que as colorações normalmente ressecam), deve optar por um xampu para cabelos oleosos ou até para cabelos normais. Se não for oleoso, não há dúvidas, o xampu mais adequado é aquele específico para os fios tingidos, que têm ingredientes hidratantes em sua fórmula, já que o cabelo tingido quando fica muito seco se torna mais susceptível à quebra.

Alternar as marcas de xampus e condicionadores é importante ou devemos ficar sempre com aquele que deixa os fios mais sedosos e bonitos?
O truque de alternar as marcas é muito útil para evitar o embaraço e a quebra dos fios. O ideal é utilizar um xampu e condicionador em uma lavagem e outra marca na lavagem seguinte, isto é, escolher duas marcas de sua preferência e alternar nas lavagens. Pois o cabelo adquire a carga elétrica do xampu e usando sempre o mesmo (sem mudar) o fio tende a fica eletrizado (arrepiado e indisciplinado), o que dificulta o penteado e o deixa muito mais frágil.

Tem problema lavar os cabelos todo dia?
É indicado lavar o cabelo em dias alternados. Assim se preserva o manto hidrolipídico dos fios, isto é, a gordura natural produzida pelo organismo que auxilia a proteção da haste capilar. Pessoas que fazem atividade física diariamente ou que transpiram muito, trabalham em ambientes com muita poeira e outros fatores que sujam os fios, é mais indicado lavar diariamente. Nesse caso, não tem muita saída.

Existe uma maneira certa de lavar os cabelos?
O ideal é, com os cabelos molhados, espalhar uma quantidade proporcional de xampu em todo o couro cabeludo, sem exageros. Se o cabelo for comprido é necessário aplicar um pouco de xampu no comprimento. O movimento das mãos pode ser em garra ou circular, não importa, desde que o produto seja bem distribuído, mas sempre com a ponta dos dedos nunca com a unha para não agredir o couro cabeludo. Se houver irritação, a região fica mais susceptível a infecções.

O xampu de limpeza profunda é necessário mesmo? Com que frequência deve ser usado?
Também chamado de anti-resíduos, esse tipo de xampu está longe de ser uma frescura. Ele remove partículas depositadas nos fios por conta de xampus, condicionadores, leave-in, finalizadores e até protetor solar. Esse acúmulo de resíduos no dia a dia pode deixar o fio opaco ou eletrizado fazendo com que o cabelo, mesmo limpo, fique sem brilho e difícil de pentear. O ideal é usar a cada sete dias (principalmente as apaixonadas por produtos finalizadores) ou a cada 15 dias, para quem não sobrecarrega os fios de cosméticos. Cabelos tingidos devem ser lavados com xampu anti-resíduo com um intervalo maior de tempo, a cada 15 dias, já que ele remove parte (ainda que pequena) da coloração. Importante: ao contrário do que muita gente pensa, pode-se usar condicionador depois do xampu de limpeza profunda.

Por que o condicionador não deve ser aplicado no couro cabeludo?
Porque esse contato favorece o aumento de oleosidade que quando é excessiva, além de incômoda, pode causar mau cheiro e até doenças como a dermatite seborreica (caspa) que tem sua incidência aumentada no inverno pela associação da água quente com o uso mais frequente dos condicionadores. Em cabelos muito oleosos ele deve ser evitado, pois favorece a dermatite seborreica (caspa) e o aumento de oleosidade acompanhado de prurido (coceira). O condicionador deve ser usado após o xampu, apenas no comprimento do cabelo, e agir por aproximadamente três minutos. Em seguida é preciso enxaguar bem, nunca se deve deixar o condicionador nos cabelos, caso contrário, o fio ficará muito gorduroso e com tendência, de novo, à caspa e a adesão de partículas invisíveis que tiram o brilho do cabelo.

O leave-in, utilizado diariamente, causa algum dano para o cabelo?
Não. Os finalizadores de tratamento, como antifrizz, creme para pentear, creme sem enxágue, sérum para pontas duplas, etc. blindam os fios preservando o balanço, a saúde e a força. O mecanismo é o seguinte: eles agem como uma película protetora que protege o fio contra poluição e sol, além de selar as pontas (nem todos fazem isso, mas a maioria faz) evitando a fragilidade do cabelo, Mas atenção: o uso desses produtos atrai partículas invisíveis que estão no ar, que se depositam no fio, fazendo com que o cabelo perca seu brilho com mais facilidade. Por isso, quem usa finalizador com frequência deve utilizar xampu de limpeza profunda semanalmente.

As máscaras de tratamento são mais eficazes do que os condicionadores?
Por ter maior concentração de ativos, a máscara de tratamento tem um poder de hidratação maior que o dos condicionadores, o que é essencial para os cabelos, principalmente os mais ressecados e danificados. Ela deve ser usada de acordo com a necessidade específica do cabelo – para nutrir, hidratar, dar emoliência, reter a cor, ou até mesmo para controlar a oleosidade e o volume – de uma a duas vezes por semana, dependendo do nível de desgaste. Muitas máscaras têm suas propriedades potencializadas quando os fios são aquecidos (com touca térmica ou toalha quente) após sua aplicação. Bastam 15 minutos de calor e pronto, é só enxaguar.

Tendência das franjas: Veja dicas para entrar na moda

Kate Middleton se rende à tendência da temporada e adota a franjinha lateral no look
________________________________________________________________


 Famosa por ter um dos looks mais copiados em todo o mundo, a princesa Kate Middleton se rendeu à tendência e é a mais nova adepta da franja. O visual com fios caídos na lateral do rosto, levemente repicados, foi uma criação de seu cabeleireiro Richard Ward. A transformação recente nos cabelos deu o que falar, já que a duquesa de Cambridge não costuma se aventurar em mudanças e exibia o mesmo corte há anos.

A franja, que andava um pouco esquecida, voltou com força total na temporada e está fazendo a cabeça das famosas. Beyoncé, Preta Gil, Carolina Dieckmann e Deborah Secco, por exemplo, já desfilam variados estilos do corte.

Retas, desfiadas, na diagonal ou assimétricas, elas são responsáveis por "emoldurar e enfeitar o rosto das mulheres", conta o cabeleireiro Celso Kamura, do salão CKamura, em São Paulo. O profissional, que é responsável pelas madeixas das apresentadoras Angélica e Patrícia Poeta, e da presidente Dilma Roussef, explica ainda que é possível adaptar a franja de acordo com a personalidade de cada mulher. “Gosto de mostrar balanço, cor e trazer um visual mais punk moderno. É ela que traz ousadia ao visual”.
De acordo com o cabeleireiro Mauricio Morelli, esta é a época do ano ideal para aderir ao look, mas, de qualquer forma, é preciso analisar o estilo da pessoa antes de se aventurar nas tesouras. "As franjas ficam em alta nas temporadas da primavera e verão porque suavizam os traços mais pesados do rosto, uma testa sobressalente, bochechas grandes ou pequenas e até as sobrancelhas", conta.


Ana Furtado de franja reta, enquanto Carolina Dieckmann exibe fios assimétricos e Deborah Secco usa a franja lateral
______________________________________________________________

A franja longa e desconectada é a aposta do visagista Maurício, já Kamura acredita que a ousadia e a personalidade são os fatores responsáveis para conquistar um look de sucesso nos dias quentes. Para entrar na onda, basta identificar o seu estilo e escolher o modelo que mais lhe agrada.

Franja Reta
O estilo mais tradicional de franja está ligado ao look forte e clássico. Os fios quase não são repicados nas pontas para acentuar o formato geométrico. Combina mais com cortes estruturados de fios retos no comprimento e rosto oval, ou levemente quadrado. Não é recomendada para rostos redondos

Franja Arredondada
A franja arredondada é feita de maneira semelhante, mas traz os cantos externos mais suaves, como uma meia-lua para finalizar o corte. É ideal para disfarçar o rosto triangular e o queixo estreito. Uma boa pedida também para quem tem o rosto quadrado

Franja Irregular
É o tipo de franja mais moderna. É cortada de maneira desconexa, desfiada, com fios de tamanho diferentes. O look fica melhor em mulheres com rosto oval e é preciso cautela para quem tem a testa grande, já que tende a ficar destacada

Franja Diagonal
A franja diagonal é uma boa pedida em quase todos os formatos de rosto. Tem o caimento lateral e os fios são irregulares. Elas são ótimas para alongar rostos redondos e também para suavizar traços fortes de rostos quadrados. Para que o resultado fique mais natural, é recomendado que a franja seja levemente repicada nas pontas

Beyoncé e Preta Gil escolheram a franjinha na altura da sobrancelha para aderir à moda
______________________________________________________________


 

Dicas para elevar sua auto-estima

 Boa Noite queridas!
Aqui estão algumas dicas para identificar e aumentar sua auto-estima:
O que é auto-estima?
É a opinião e o sentimento que cada pessoa tem por si mesma.

É ser capaz de respeitar, confiar e gostar de si. Você está de bem com seu corpo? Saiba agora se está dentro peso saudável.
Melhor caminho para o autoconhecimento: diálogo interno. Características da baixa auto-estima:
- insegurança
- inadequação
- perfeccionismo
- dúvidas constantes- incerto do que se é
- sentimento vago de não ser capaz de realizar nada >> depressão
- não se permite errar
- necessidade de agradar
- aprovação
- reconhecimento

O que diminui a auto-estima?
- críticas e autocríticas
- culpa
- abandono
- rejeição
- carência
- frustração
- vergonha
- inveja
- timidez
- insegurança
- medo
- humilhação
- raiva
- e, principalmente: perdas e dependência (financeira e emocional)

Quando começa a se formar
Na infância. A partir de como as outras pessoas nos tratam. Quando criança pode-se alimentar ou destruir a autoconfiança. Auto-estima baixa geralmente está relacionada a falsos valores. Crença que é necessária aprovação da mãe ou pai.

Para elevar a auto-estima é preciso:
- autoconhecimento
- manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)
- identificar as qualidades e não só os defeitos
- aprender com a experiência passada
- tratar-se com amor e carinho
- ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)
- manter diálogo interno
- acreditar que merece ser amado(a) e é especial
- fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.

Resultados da auto-estima elevada
- mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto
- sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem
- harmonia entre o que sente e o que diz
- necessidade de aprovação diminui
- maior flexibilidade aos fatos
- autoconfiança elevada
- amor-próprio aumenta
- satisfação pessoal
- maior desempenho profissional
- relações saudáveis
- paz interior.

                   CUIDADOS QUE SE DEVEM TER NA COMPRA DE  QUALQUER COSMÉTICO                                                          B...