10/12/2012

5 dicas para evitar a compulsão alimentar





Não consegue se conter quando bate aquela fome? Isso pode ser compulsão alimentar. Às vezes nem é propriamente fome o que se sente, mas uma vontade incontrolável de comer.
Segundo dados da Associação Americana de Psiquiatria, o distúrbio da compulsão alimentar atinge de 2 a 4% da população mundial.
Publicidade
O compulsivo, além de não ter hora para comer, acaba até passando mal depois das refeições, pois consome muito mais do que o seu corpo precisa.
A consequência é o ganho de peso em excesso, já que o número de calorias consumidas diariamente é muito maior que o necessário, principalmente em forma de doces e gorduras.
Para ajudá-la a evitar a compulsão alimentar, listamos cinco dicas importantes para você passar longe de se tornar um compulsivo alimentar. Dê uma olhada:

1. Evite dietas muito restritivas ou que excluam grupos de nutrientes, como os carboidratos, por exemplo. A monotonia alimentar pode levar à compulsão.


2. Inclua na dieta alimentos fonte de triptofano (banana, oleaginosas, leite), magnésio (aveia, arroz integral, vegetais verde escuros) e vitamina B6 (levedo de cerveja, ovo, aveia).

3. Pratique atividades físicas regularmente

4. Evite longos períodos em jejum. Isso só faz aumentar a vontade por alimentos ricos em açúcar e gordura (aqueles que, geralmente, desencadeiam as crises de compulsão).

5. Respeite os horários das refeições, incluindo os lanchinhos do meio da manhã e da tarde, procurando sempre o equilíbrio.



dicas para planejar o proximo ano


Todo final de ano é a mesma coisa, não tem jeito. As pessoas fazem uma retrospepectiva e avaliam o que construíram e o que deixaram de fazer no ano que está terminando e, embora seja um momento de muitos conflitos - e algumas vezes decepções -, todos carregam em si um sentimento único de esperança.
Afinal, é um novo ciclo que começa, uma oportunidade de se reinventar e renascer.De acordo com a psicoterapeuta Dulce Barros trata-se de um sentimento bastante comum e muito produtivo. "Não importa o que se conseguiu ou não, mas todos aprendemos com os sucessos ou decepções. É preciso considerar esse aprendizado para traçar novos objetivos", explica.
Então, se você já está avaliando os prós e contra do ano que passou, mas não sabe como se organizar para ter um 2013 ainda melhor, a especialista ensina uma técnica para planejar o novo ano, mas sempre avaliando o ano que passou. Pegue papel, caneta e faça a sua autoavaliação.

Primeira etapa:


1) Quais eram os seus objetivos para 2012, você os tinha?
2) Se positivo, quais conseguiu concluir?
3) Em relação aos objetivos atingidos, como pretende lidar com eles no próximo ano?
4) E os que não concluiu, tente definir o porquê?
5) O que aprendeu nesse ano?
6) O que percebeu sobre você com o que aprendeu?
7) Agora liste: Medos, Temores, Receios
8) Se não os tivesse teria feito uma lista diferente dos seus objetivos?Segundo a psicoterapeuta, o autoconhecimento é a única forma de enfrentar os próprios medos e, consequentemente, modificá-los. Por isso, devemos trabalhá-los.

Segunda etapa:


1) Após responder as questões, guarde-as em sua memória. Coloque-se em estado de relaxamento (uma música suave pode ajudá-lo).
2) Com base no que já foi respondido, tente lembrar-se do Natal e Ano Novo em 2011-2012 e os planos que traçou naquele exato momento. E aos poucos proponha diferentes expectativas para 2012-2013.
3) Vamos focar em 2013. O ano começou. Imagine como pretende viver esse novo ano? Quais as decisões e caminhos que deseja seguir e como desenvolvê-los ao longo do ano?
4) Qual será o nível de esforço que terá que fazer para atingir esses objetivos?Barros ainda aconselha colocar todos os objetivos no papel e tentar estabelecê-los por período, pois, dessa forma, você poderá avaliar melhor as atitudes necessárias para atingir os seus objetivos. "Faça o que de ti depende, de resto seja apenas firme nos seus propósitos e tranquilo. E para isso, diferencie o que depende apenas de você e o que não depende", sugere.

                   CUIDADOS QUE SE DEVEM TER NA COMPRA DE  QUALQUER COSMÉTICO                                                          B...